Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99798-9398
    Luscivanio Lopes

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Internauta que compartilhar fotos íntimas pode indenizar vítima

Internauta que compartilhar fotos íntimas pode indenizar vítima
17 agosto 16:52 2019 Imprimir notícia
Justiça

O compartilhamento de fotos íntimas na internet ficou mais frequente com o surgimento de aplicativos de comunicação, como o Whatsapp. Isso acontece entre namorados ou entre quaisquer pessoas que recebem, à revelia, as chamadas ‘nudes’ - fotos de pessoas nuas. Um estudo promovido pelo Unicef, sobre vazamento de imagens e vídeos íntimos de jovens brasileiras, revela que 54% das entrevistadas já tiveram contato com alguém que sofreu com a situação.

"Sabe, meu namorado também tem vários vídeos meus. Morro de medo da gente terminar e ele divulgar", diz uma das entrevistadas da pesquisa. O projeto ouviu 14 mil adolescentes.

O que muita gente não sabe é que esse compartilhamento de imagens pode ser passível de punições judiciais por provocarem sérios danos morais e materiais. "As pessoas que compartilham a intimidade alheia, sem saber ou às vezes querendo, estão contribuindo para a ocorrência do dano a personalidade ou ao patrimônio daquele que está sendo exposto.

As mídias sociais transformaram-se num verdadeiro faroeste na internet. É a terra de ninguém. Tudo é, supostamente, permitido. Mas a questão não é bem assim", alerta o advogado Sérgio Gerab.

Quem compartilha fotos íntimas pode ser processado

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕES AGÊNCIA ESTADO

Deixe seu comentário