Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99798-9398
    Luscivanio Lopes

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Vizinho leva fora de mulher e tenta matá-la a tiros em Cariacica

Vizinho leva fora de mulher e tenta matá-la a tiros em Cariacica
13 outubro 10:33 2019 Imprimir notícia
Polícia

Uma vigilante de 26 anos foi baleada por um vizinho na noite de sexta-feira (11/10), em Vila Palestina, Cariacica. O criminoso atirou três vezes contra a vítima porque ela havia recusado o convite para namorar com ele.

De acordo com a polícia, a vítima conversava com outro vizinho, um motorista de 39 anos, por volta das 20 horas, em um quintal comum entre as casas. O motorista tinha uma pistola calibre 380 com 10 munições, arma que havia comprado há um ano e tinha registro e porte.

“Eu mostrei a minha arma, pois ela trabalha com vigilância e segurança e me pediu para ver. Estávamos conversando no quintal, que também é quintal da casa do João, quando ele chegou e já partiu para cima dela. A arma estava nas mãos dela, os dois lutaram e ele a baleou", contou o motorista.

O autor, identificado como João Batista Dias Carneiro, 42 anos, que também é vizinho da vigilante e do motorista, aparentava estar embriagado. Durante a luta, ele tomou a arma da vigilante e atirou três vezes contra ela.

A vítima foi atingida na coxa e na mão. Ainda cambaleante, João Batista se afastou da mulher sem dizer nada, enquanto o outro vizinho prestava auxilio à mulher. "Uma viatura da Força Nacional passava nas proximidades e nos ajudou a socorrê-la. Chegaram até a fazer um torniquete com um cabo de vassoura para estancar o sangue na perna dela. Ela gritava de dor na perna. Foi uma cena horrível", contou o motorista.

Segundo relato de testemunhas, a revolta de João Batista contra a vigilante era o fato dele já ter tentando duas vezes namorar com a vigilante, mas ela não queria. "Os dois discutiram até altas horas da noite nesta semana. Ela não queria ficar com ele de jeito nenhum, mas ele continuava insistindo em querer uma chance de ficar com ela", contou uma testemunha.

O autor dos disparos, João Batista, foi preso e encaminhado para a delegacia. O motorista, dono da arma, também foi detido e conduzido. Ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, pois não tinha permissão para ter a arma consigo, apesar dela estar registrada. Ele pagou fiança e foi liberado.

Já João Batista foi autuado em flagrante pelo crime de tentativa de homicídio e encaminhado para o Centro de Triagem de Viana ainda na noite de sexta-feira. O suspeito agora aguarda pela audiência de custódia. Nenhum dos dois possuem passagens pela polícia.

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕS GAZETA ONLINE

Deixe seu comentário