Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99798-9398
    Luscivanio Lopes

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Veja alimentos do dia a dia que podem matar

Veja alimentos do dia a dia que podem matar
24 junho 15:01 2019 Imprimir notícia
Alimentação

No nosso cotidiano, consumimos vários alimentos que são conhecidos por terem nutrientes benéficos à saúde. No entanto, alguns deles também podem ser prejudiciais ao organismo se não preparados ou consumidos corretamente e, em determinadas situações, podem até ser fatais.

Conheça alguns alimentos em que é preciso ter cautela no consumo.

Batatas - Cuidado se você perceber partes verdes em suas batatas. Isso pode ser um sinal de que a batata está produzindo uma toxina conhecida como solanina, que pode ser prejudicial à saúde ou até fatal se você comer uma determinada quantidade desse tubérculo.

Noz-moscada - Ingerir uma quantidade significativa dessa especiaria pode levar a pessoa a uma condição conhecida como psicose da noz-moscada, que pode ser letal.

Pequi - Nativa do Brasil, a fruta tem espinhos internos afiados que podem se alojar em sua língua, gengivas e palato superior. Uma vez preso, esse espinho pode ser extremamente doloroso e difícil de remover.

Mandioca - Também conhecido como macaxeira, esse alimento está presente em muitos pratos latino-americanos. Se não for preparado adequadamente, o cianeto, encontrado em uma mandioca amarga não processada, pode matá-lo.

Mel - Se não é do tipo pasteurizado, o mel contém toxinas venenosas que podem ser letais.

Leite - Algumas pessoas bebem leite cru direto da vaca. Este é um grande risco, pois o leite não pasteurizado pode levar a infecções mortais, como E. coli e listéria.

Cachorro quente - A salsicha deste lanche pode ser um grande risco de asfixia para crianças com menos de 10 anos.

Margarina - Um estudo canadense da McMaster University descobriu que a margarina pode aumentar as taxas de mortalidade em 34%!

Ovos - Certifique-se de cozinhar os ovos completamente, pois os crus também podem conter salmonella.

Brotos de feijão - Os brotos de feijão cru, às vezes usados em saladas, podem ser um risco porque estão suscetíveis a desenvolverem bactérias, incluindo E. coli, salmonella e listéria.

Frango - Cozinhar muito bem o frango é muito importante. Assegure-se que aquelas partes mais rosas tenham desaparecido completamente. Frango cru pode conter salmonella, o que pode levar à morte.

Pimenta do tipo Bhut jolokia - Essa pimenta, também conhecida como "Ghost Pepper", pode ser 400 vezes mais quente que o molho de pimenta Tabasco. É tão picante que pode causar convulsões ou até mesmo um ataque cardíaco.

Atum - A intoxicação por mercúrio é muito possível se você consumir excessivamente atum em lata. Então, monitore o consumo desse alimento.

Bacon - Bacon e outras carnes processadas foram associadas ao câncer.

Cereja - Cerejeiras contêm cianureto, o que pode ser fatal!

Mariscos - Alergias a mariscos pode ser muito comum e potencialmente fatal.

Cogumelo - Esse ingrediente é comum em sopas e outros pratos, mas alguns cogumelos silvestres podem ser altamente venenosos.

Marshmallows - O desafio "Chubby Bunny", uma brincadeira nos EUA que consiste em encher a boca com o máximo de marshmallows, pode levar a asfixia e morte.

Ruibarbo - Enquanto as hastes são perfeitamente seguras, cuidado com as folhas desse vegetal. Elas contêm ácido oxálico e podem ser fatais.

Amêndoas - Amêndoas amargas passam por processo rigoroso para um consumo seguro. Caso contrário, o cianeto que elas contêm em sua forma crua pode levar à morte.

Óleo de rícino - Esse tipo de óleo, também chamado de óleo castor, vem da mamona, que contém uma toxina altamente potente, conhecida como ricina.

Feijão roxo - Feijão roxo mal cozido contém fitohemaglutinina, o que pode deixá-lo gravemente doente, inclusive levá-lo ao hospital.

Amendoim - Outra alergia alimentar muito comum, o amendoim pode induzir a anafilaxia, levando a problemas respiratórios, choques anafiláticos e perda de consciência.

Peixe baiacu - Considerado uma iguaria no Japão, esse peixe é extremamente venenoso e 10 mil vezes mais tóxico que o cianeto (ou cianureto), segundo o The Guardian. Os chefs especializados precisam ter uma licença para preparar esse peixe perigoso.

Feijão de lima - Essa é outra leguminosa que deve ser bem cozida. A versão crua contém linamarina, que se transforma em cianeto quando consumida.

Tomates - Enquanto os tomates são perfeitamente seguros para o consumo, fique atento para o caule e as folhas, pois contêm venenos alcalinos. Para ser fatal, você teria que comer muito.

San-nakji - Este prato tradicional coreano envolve comer um polvo em movimento! Enquanto o animal está morto quando servido, a atividade do nervo faz com que o bicho se mexa postumamente. As ventosas ativas podem ficar presas na garganta e causar asfixia se consumidas.

Ackee - Esta fruta, nativa da África Ocidental, contém toxinas que podem levar à morte se não forem completamente amadurecidas antes do consumo.

Deixe seu comentário