Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99798-9398
    Luscivanio Lopes

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Programação especial marca Mês das Mulheres em Porto Seguro

Programação especial marca Mês das Mulheres em Porto Seguro
14 março 18:03 2019 Imprimir notícia
Regional

A Prefeitura de Porto Seguro preparou uma programação especial para o Mês das Mulheres, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e as equipes da Alta e Média Complexidade de Assistência Social, Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram), Coordenação de Políticas para Mulheres e a Superintendência de Igualdade Racial, realizando uma série de ações a fim de abordar o tema "Violência Contra a Mulher".

São palestras, rodas de conversas, exibição de vídeos sobre o assunto, tudo isso, para proporcionar espaços de diálogos para que as mulheres possam acessar informações importantes que as auxiliem no processo de autonomia e garantia de direitos.

Essas atividades fazem parte do cronograma anual do Cram, intensificadas em março, em razão do Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8. A primeira palestra aconteceu no Caps AD, na terça-feira, 12; na quarta-feira a agenda foi no Agrovila, em parceria com o Cras Vila Vitória.

Rede de proteção

"Este assunto não será esgotado por nós até que se elimine as estatísticas de violência doméstica no território de Porto Seguro", frisa a coordenadora da Alta e Média Complexidade, Luciana Parracho, falando de um trabalho contínuo na comunidade. "Acreditamos na informação como ferramenta para garantia de direitos e na rede de proteção que se forma nestas mobilizações, onde há trocas de experiências e cumplicidade entre as mulheres da comunidade e órgãos afins", destaca a secretária de Assistência Social, Lívia Bittencourt.

A prefeita, Cláudia Oliveira, aponta muitos avanços em políticas públicas voltadas a garantir direitos, proteção e espaços de protagonismo das mulheres no município, a partir de iniciativas municipais como as do Cram, parceria com a DEAM e Polícia Militar, entre outros atores sociais, formando uma cadeia de observação e proteção. "No entanto, somos cientes que ainda há muito o que se avançar, por isso, seremos incansáveis na luta pela sensibilização da comunidade ao apoio às mulheres vítimas de violência, bem como, na prevenção", garantiu a gestora.

PORTAL SBN| SISTEMA BRASILEIRO DE NOTÍCIAS / ASCOM

Deixe seu comentário