Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99798-9398
    Luscivanio Lopes

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Médico cardiologista explica se é possível prevenir o infarto

Médico cardiologista explica se é possível prevenir o infarto
06 abril 19:59 2019 Imprimir notícia
Saúde

Foi graças a um desfibrilador implantável que o aposentado Reinaldo Alves Batista, de 65 anos, não entrou para a estatística da doença que mais mata no Brasil, o infarto. Ele conta que já faz o tratamento há 14 anos e que leva uma vida normal, com exceção do contato com aparelhos eletrônicos.

"A gente vai sentindo aquela tontura até chegar ao ponto de desmaiar. Quanto ao desfibrilador que tenho no peito, não atrapalha em nada. Só não posso passar em porta de banco, ficar com celular. Não posso me aproximar de nenhum aparelho eletrônico. O que acontece é que a bateria dele descarrega e aí não faz o efeito natural que precisa, pois a arritmia sobe e isso pode levar até a morte", explicou Reinaldo.

SEDENTARISMO E TABAGISMO

O cardiologista Tarcísio Campostrini destaca que o sedentarismo e o tabagismo aumentam potencialmente o risco de infarto. Segundo ele, um estudo aponta que 60% dos pacientes jovens que já infartaram eram fumantes.

O médico alerta ainda que o infarto muitas vezes não dá sinais antes de ocorrer. A primeira manifestação da doença já pode ser a morte e, por isso, não há o que fazer além de prevenir.

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕES G1-ES

Deixe seu comentário