Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99798-9398
    Luscivanio Lopes

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Jessica Landon, modelo da Playboy 37 anos, tem a pele corroída após beber vodka

Jessica Landon, modelo da Playboy 37 anos, tem a pele corroída após beber vodka
29 julho 11:12 2019 Imprimir notícia
Mundo

Foto: Reprodução / Instagram

Jessica Landon, de 37 anos, é uma modelo da Playboy que maltratou o próprio corpo a ponto dele começar a morrer. Ela bebeu vodka por dias seguidos, ao ponto da urina em seu corpo começar a corroer a pele dela. O quadro surreal foi revelado pela própria modelo em seu Instaram.

O caso, ocorrido em 2014, é utilizado por ela como prova de que "é possível se livrar dos vícios". Ela revelou que é viciada em álcool desde os 20 anos. Jéssica chegou ao ponto de ver a própria urina corroendo o corpo.

Aos 21 anos ela teve que viver no sótão de uma amiga por alguns meses. Descendo de lá, tropeçou na escada e bateu a cabeça e como consequência, ela ficou com uma hemorragia no cérebro que deixou um coágulo.

"Até 2014 eu era uma bebum 'no armário', pois raramente bebia em público", comenta em entrevista ao tabloide inglês The Sun. "Licor era a única coisa que podia aliviar minha ansiedade. Era como um remédio mágico", completa a modelo.

Ela associa seu vício com uma vontade de fugir da realidade, fruto de ter sido molestada pela própria babá, aos 5 anos, mas ela conta que deu a volta por cima, e desde que chegou a Los Angeles, aos 19 anos, já foi modelo de diversas marcas famosas como, Playboy, Comedy Central e NBC.

Em uma das recaídas Jessica tomou vodka até seu corpo pedir arrego: "em certo momento, meu corpo parou de funcionar", revela. "Foi muito dolorido, achei que ia morrer", explica.

Para prosseguir, ela tinha um lema que justificava todo aquele sofrimento, "só se vive uma vez".

"Eu desmaiava à noite e acordava em pânico, tremendo violentamente, então eu mantinha vodka em uma garrafa de água ao lado da minha cama. Eu estava vomitando sangue regularmente. Minha vida se tornou um inferno", encerra.

Hoje, com família, ela conta que está cinco anos longe do álcool!

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕES REDAÇÃO FOLHA VITÓRIA

Deixe seu comentário