Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99798-9398
    Luscivanio Lopes

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Em noite infeliz de Jesus, Flamengo perde por 2 a 0 para o Emelec

Em noite infeliz de Jesus, Flamengo perde por 2 a 0 para o Emelec
25 julho 08:20 2019 Imprimir notícia
Futebol

Foto: Reprodução

Deu tudo errado para o Flamengo, na quarta-feira, em Guayaquil, no Equador. Após escalação errada do técnico Jorge Jesus e lesão de Diego, o time carioca foi derrotado pelo Emelec, por 2 a 0, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Com este resultado, a equipe carioca vai precisar de um triunfo de três gols de diferença quarta-feira que vem, no Maracanã, para obter a classificação.

Sem poder contar com Arrascaeta e Everton Ribeiro, machucados, Jorge Jesus escalou Rafinha (improvisado) e Gerson no meio de campo. Resultado: foram os piores 45 minutos do Flamengo sob direção do técnico português. Rafinha não se encontrou em campo, Gerson esteve tímido demais e Diego ficou sobrecarregado, pois precisou iniciar as jogadas e municiar o setor ofensivo. Com isso, Gabriel e Bruno Henrique ficaram isolados no ataque.

O Emelec não saiu para o ataque. Preferiu esperar o Flamengo e imprimir forte marcação. Sua estratégia ganhou força logo aos nove minutos, quando Cabezas escapou pela direita e acionou Guerrero do outro lado do campo. O canhoto cruzou rápido e Godoy bateu de primeira para abrir o placar.

Com a vantagem, os equatorianos se fecharam e deixaram a iniciativa para o omisso Flamengo. Enquanto Bruno Henrique sofria com as faltas, Gabriel tentou resolver sozinho e conseguiu dois bons momentos. Na primeira, de bico, Dreer fez boa defesa. Na segunda, de longe, errou o alvo.

Jorge Jesus não mudou os jogadores do Flamengo para o segundo tempo, mas alterou o posicionamento. Rafinha ficou mais fixo na direita, ao lado de Rodinei, enquanto Gerson foi para a esquerda, com Renê. Gabriel e Bruno Henrique se revezavam nas pontas e no meio. A situação melhorou aos oito minutos, quando Vega chutou a lateral do rosto de Rafinha e foi expulso. Jorge Jesus nem esperou o equatoriano deixar o campo e já colocou Lincoln no lugar de Rodinei.

Aos 15 minutos, na primeira bola de Lincoln no jogo, o atacante, livre, bateu por cima do gol do Emelec. O lance fez a torcida local se animar e o estádio ficou com um atmosfera impressionante. Aos 25, Diego saiu machucado, com suspeita de fratura no tornozelo esquerdo, e como o Flamengo já havia feito três mudanças, os dois times ficaram com dez jogadores em campo.

O jogo ficou dramático. O semblante desolado de Jorge Jesus mostrou que os 15 minutos finais serão dolorosos para a equipe brasileira. Nas arquibancadas, a torcida do Emelec deu um show de entusiasmo. Sem seus principais jogadores em campo, o Flamengo apostou em Bruno Henrique na armação e em Lincoln nas finalizações. Foram mais duas. Sem sucesso. E o panorama piorou.

Em um dos raros contra-ataques do Emelec, Guerrero fugiu pela direita e foi travado por Léo Duarte. A bola sobrou para Caicedo. O chute saiu de bico, desviou em Renê e enganou Diego Alves: 2 a 0.

Mesmo totalmente desmantelado, o Flamengo quase conseguiu um gol com Renê, após forte chute de longa distância, que explodiu na trave esquerda. A derrota poderia ser ainda mais elástica. O VAR analisou um suposto pênalti cometido por Bruno Henrique, mas antes Arroyo havia colocado a mão na bola.

Nos últimos minutos o Emelec esteve mais perto do terceiro que o Flamengo do primeiro. O apito final, apesar de decretar a derrota, foi um alívio para o time de Jorge Jesus. Antes de buscar reverter a vantagem da equipe equatoriana, o time disputará clássico com o Botafogo, domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

Emelec 2 X 0 FLamengo 

EMELEC - Dreer; Caicedo, Jaime, Vega e Bagüí; Dixon Arroyo, Godoy, Queiróz (Mejía) e Guerrero (Carabalí); Bryan Angulo e Cabezas (Orejuela). Técnico: Ismael Recalvo.

FLAMENGO - Diego Alves; Rodinei (Lincoln), Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Willian Arão (Cuéllar), Gerson (Lucas Silva), Rafinha e Diego; Bruno Henrique e Gabriel. Técnico: Jorge Jesus.

GOLS - Godoy, aos nove minutos do primeiro tempo. Caicedo, aos 33 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Fernando Rapallini (Argentina/Fifa).

CARTÕES AMARELOS - Guerrero, Willian Arão, Gerson, Léo Duarte e Bruno Henrique.

CARTÃO VERMELHO - Vega.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

Local - Estádio George Capwell, em Guayaquil (Equador)

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕES REDAÇÃO FOLHA VITÓRIA

Deixe seu comentário