Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99798-9398
    Luscivanio Lopes

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Descubra qual o seu tipo de pele e como cuidar

Descubra qual o seu tipo de pele e como cuidar
26 outubro 22:55 2019 Imprimir notícia
Estilo de Vida

Quais os tipos de pele?

Existem quatro tipos de pele:

- normal
- seca
- oleosa
- mista.

Cada um deles apresenta características diferentes. "A pele é estruturada por diversas camadas, sendo a camada mais externa a epiderme, abaixo tem a derme, depois a hipoderme que é a camada gordurosa. Todas essas camadas são responsáveis pelo equilíbrio e saúde da pele", explica o dermatologista Caio Lamunier, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Sendo assim, é essencial manter uma rotina de cuidados diários com o rosto e corpo. Mas, antes, é necessário identificar quais os aspectos específicos da sua pele. Confira abaixo:

Como saber qual meu tipo de pele?

Pele normal: apresenta uma textura macia ao toque, com poros pequenos e pouco visíveis e sem brilho excessivo, pois tem um equilíbrio de hidratação maior do que os outros tipos. O que leva a ter esse tipo de pele, geralmente, é a genética.

Pele seca: é caracterizada por ressecamento, descamação, vermelhidão e pouca luminosidade, porque as glândulas sebáceas não produzem lubrificação na quantidade ideal.

A textura dessa pele é mais áspera e pode causar coceira e sensação de repuxamento. As principais causas para pele seca são:

- Lavagem excessiva com água e sabonete

- Banhos quentes

- Alteração hormonal

- Idade avançada

- Fatores genéticos

- Interferências ambientais como exposição ao ar com baixo teor de umidade

- Esfoliação constante na pele.

Pele oleosa: tem o aspecto brilhante, poros mais dilatados e com tendência a cravos e acne, por conta da alta produção de sebo pelas glândulas sebáceas. As principais causas para uma pele ficar oleosa são:

- Estresse

- Alimentação rica em açúcares

- Mudança climática

- Fatores genéticos

- Hidratantes cremosos que apresentam alto teor lipídico e potencial comedogênico.

Pele mista: possui oleosidade na zona T (testa, nariz e queixo) e o restante da face pode apresentar pele seca ou normal. Sendo assim, os poros costumam ser irregulares. Os principais fatores que levam a uma pele mista são:

- Viver em um país tropical (isso explica o porquê de ser o tipo mais frequente em brasileiros)

- Banho quente

- Uso de sabonetes em barras

- Uso de produtos com álcool na pele

- Fatores genéticos.

Cuidados com cada tipo de pele

Vimos que cada tipo de pele dispõe de características diversas. Por isso, cada uma necessita de cuidados específicos.

A pele normal não necessita de tantos tratamentos, apenas de cuidados diários para mantê-la saudável. Dessa forma, a dermatologista Alessandra Romiti, coordenadora do Departamento de Cosmiatria Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), recomenda protetor solar, limpeza e hidratação. Substâncias antioxidantes também podem ser usadas como prevenção ao envelhecimento.

No caso da pele seca, o mais indicado é evitar remover o pouco de oleosidade que ela tem, não tomar banho muito quente, não fazer uso de buchas e esponjas que promovem esfoliação da pele durante o banho e usar hidratante corporal e facial específico indicado pelo médico dermatologista.

Além disso, use produtos com textura em gel creme. "Peles muito ressecadas também exigem ativos específicos, como ureia, ácido salicílico ou ácido glicólico, conforme exame e orientação do médico", explica Alessandra.

Já na pele oleosa é necessário remover um pouco dessa oleosidade a fim de balanceá-la. Use produtos de limpeza para oleosidade com textura sérum ou ácidos que diminuem a produção da secreção dessas glândulas sebáceas.

A dermatologista Fabiane Seidl indica o uso de filtros solares que contenham toque seco e spray facial antioleosidade para segurar o brilho ao longo do dia, diminuindo a aparência dos poros dilatados.

Para a pele mista também é indicado produtos com textura sérum que promovam a diminuição dos poros na região T e hidratam mais nas extremidades do rosto.

A dermatologista Lais Leonor, da Clínica Dr. André Braz (RJ) aconselha não usar produtos com álcool, pois na zona T faz o efeito rebote promovendo mais oleosidade e ressecamento nas bochechas.

Vale lembrar que para todos os tipos de pele é essencial buscar ajuda de um dermatologista para orientação dos melhores produtos e avaliação da pele. Além disso, todos os tipos de pele citados necessitam de limpeza, hidratação e proteção solar.

Doenças associadas a cada tipo de pele

Pele normal: é mais equilibrada e por isso não costuma ser associada a doenças.

Pele seca: podemos citar as diversas dermatites, mas principalmente a dermatite atópica, que é mais comum, psoríase, ictiose e hipotireoidismo.

Pele oleosa: podem ter origem em distúrbios hormonais, como a síndrome dos ovários policísticos, acne, dermatite seborreica, rosácea e hiperplasia sebácea.

Pele mista: também pode estar associada a dermatite seborréica, acne, rosácea e hiperplasia sebácea. Vale ressaltar que essa pele está propensa a ter, por exemplo, uma dermatite seborreica no rosto e uma dermatite esteatose nas pernas, caso o rosto seja mais oleoso e o corpo mais ressecado.

Pele do rosto vs Pele do corpo

A pele do rosto é diferente da pele do corpo, pois possui uma quantidade maior de glândulas sebáceas. "É necessário fazer uso de produtos com capacidade de hidratação maior nas pernas, abdome e braços. Nas costas e no rosto, deve-se dar preferência por produtos com menos óleo na fórmula", afirma Alessandra Romiti.

Além disso, de acordo com a dermatologista Fabiane Seidl, se a pessoa usar o mesmo produto do corpo no rosto pode correr o risco de surgirem cravos e espinhas, obstruir os poros e levar à foliculite.

Maquiagem para cada tipo de pele

A maquiagem pode interferir, eventualmente, no tipo de pele, podendo deixá-la mais oleosa do que já é ou mais ressecada e com acne. Mas isso depende muito da escolha do produtos que a pessoa faz.

Peles oleosas e mistas devem optar por produtos livres de óleo, sendo eles com cobertura matte. Já quem tem peles normais e secas é recomendado usar maquiagens mais hidratantes para que a pele não fique craquelada.

Independente do seu tipo de pele, SEMPRE retire a maquiagem no final do dia, antes de dormir. Assim como é importante usar produtos específicos no seu skincare de preparação da pele para receber o make. Dessa forma, você terá resultados mais satisfatórios.

Um tipo de pele pode se transformar em outro?

Segundo a dermatologista Alessandra Romiti, alterações hormonais, como aparecimento de cistos nos ovários, início de um novo anticoncepcional ou colocação de DIU, pode transformar a pele mista em oleosa, por exemplo.

Ao longo da vida também podem acontecer variações do tipo de pele, como na adolescência a cútis tende a ficar mais oleosa e na menopausa geralmente fica seca.

PORTAL SBN| COM INFORMAÇÕES DO MINHAVIDA

 

Deixe seu comentário