Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99798-9398
    Luscivanio Lopes

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Cerca de 100 mil são obesos mórbidos no Espírito Santo e elegíveis a bariátrica

Cerca de 100 mil são obesos mórbidos no Espírito Santo e elegíveis a bariátrica
25 maio 14:03 2019 Imprimir notícia
Saúde

A correria do dia a dia nos obriga a comer mal o que tem gerado um aumento do número de obesos”. Essa afirmação foi feita pelo médico cirurgião André Mattar que há nove anos coordena o serviço da obesidade no Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim (HECI), referência em cirurgia bariátrica pelo Sistema Único de Saúde desde 2000.

De acordo com o médico, há uma perspectiva de que cerca de 100 mil pessoas em todo o Espirito Santo são obesos mórbidos e elegíveis a realizar este procedimento. “Pessoas com índice de massa corporal maior que 40 ou maior que 35 com conformidades como hipertensão e diabetes, tem indicação para fazer a cirurgia”, explica.

No hospital em Cachoeiro de Itapemirim são realizadas cerca de 350 cirurgias por ano. Mais de 2500 pessoas já saíram da obesidade com o programa do HECI, que consiste em sete etapas até a cirurgia. A primeira é a palestra informativa ministrada pelo médico coordenador do serviço. Nela, ele explica tudo sobre obesidade e todas as suas nuances, além de mostrar ponto a ponto sobre os procedimentos da cirurgia.

“O que emagrece não é a cirurgia. Ninguém sai do centro cirúrgico magro. O paciente sai de lá com uma cirurgia no estomago e intestino. A partir daí ele tem que fazer uma boa dieta aliado a prática regular de exercícios físicos e então ele vai emagrecer. A obesidade mórbida é uma doença crônica e incurável. Mas ela tem controle”, esclarece o médico. Essa palestra acontece no auditório do Hospital toda primeira segunda-feira de cada mês.

O Hospital atende paciente não somente de Cachoeiro, mas de várias partes do Estado, e todos eles são acompanhados mensalmente pelos especialistas que atuam no Programa de Obesidade.

O Médico cirurgião André Mattar, conta com orgulho que o Espírito Santo é o segundo estado da Federação que mais realiza cirurgias bariátricas pelo SUS. “Se compararmos com estados maiores, estamos numa ótima posição do ranking, realizando cerca de 600 cirurgias em todo o Espirito Santo. Só para se ter uma ideia, São Paulo tem 44 milhões de habitantes e realiza cerca de 1400 cirurgias ao ano”. O Espirito Santo hoje possuí aproximadamente 4 milhões de habitantes.

Passo a Passo

Uma vez avaliado, o paciente passa por todo um protocolo de preparo pré-operatório, participando de palestras e reuniões em grupo. Faz uma bateria de exames e se estiver tudo bem é encaminhado para a cirurgia. Esse tempo varia muito, de acordo também com o próprio paciente. O acompanhamento pós cirúrgico dura 18 meses. “O sucesso de todo o programa depende do paciente tomar a consciência de que precisa mudar os seus hábitos alimentares, praticar exercícios físicos e fazer o acompanhamento médico e nutricional corretamente. Caso contrário, vai engordar tudo de novo, ”alerta André.

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕES REDAÇÃO FOLHA VITÓRIA

Deixe seu comentário