Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99914-9706
    André Oliveira

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Moraes nega pedido de Cunha para agilizar julgamento de habeas corpus

Moraes nega pedido de Cunha para agilizar julgamento de habeas corpus

Compartilhe esse post

Destaque Política

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou pedido dos advogados do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para acelerar julgamento de dois pedidos de habeas corpus.

A defesa do peemedebista pedia que ministro Edson Fachin, relator dos processos da Lava-Jato, levasse dois recursos apresentados anteriormente, mas ainda não analisados, para julgamento na Segunda Turma do STF. 

O julgamento dos pedidos de liberdade de Cunha estava marcado para 24 de outubro, mas acabou sendo reagendado por Fachin para 28 de novembro, já epois do novo recurso do ex-deputado, negado agora por Moares.

No pedido, os advogados de Cunha afirmam que o ex-parlamentar é um "preso político", que continua detido por "malabarismos" jurídicos.

"Em verdade, os sucessivos adiamentos, com a consequente movimentação incomum no TRF4, e as manobras utilizadas pelo eminente ministro Edson Fachin corroboram a ideia de que o ora paciente (Cunha) é um preso político e não mais se encontra preso por hipotéticos e fantasiosos argumentos jurídicos, mas, sim, por meio de malabarismos que tentam inviabilizar a escorreita prestação jurisdicional por esta colenda Suprema Corte", argumentaram os advogados Délio Lins e Silva, Délio Lins e Silva Júnior e Larissa Lopes Bezerra.

PORTAL SBN |COM INFORMAÇÕES DE 'O GLOBO'

Compartilhe esse post

Deixe seu comentário