Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99914-9706
    André Oliveira

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Detran aperta o cerco contra veículos movido a gás a partir de 2018 no ES

Detran aperta o cerco contra veículos movido a gás a partir de 2018 no ES

Compartilhe esse post

Trânsito

Os donos de veículos que possuem kit gás e não estão com a inspeção veicular em dia não poderão renovar o licenciamento dos automóveis. A exigência começa a valer já em 2018 e o motorista que conduzir o veículo sem ter submetido à inspeção de segurança veicular, quando obrigatória, está sujeito a multa.

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES), 34.948 veículos estão registrados para utilização de Gás Natural Veicular (GNV) como combustível no Espírito Santo, o que representa 1,85% de um total de 1.887.178 veículos que compõem a frota do Estado.

Ainda de acordo com o Detran, a modificação do veículo para o uso do GNV como combustível deve ser autorizada previamente pelo órgão, conforme Resolução 292 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), m realização de inspeção de segurança veicular para emissão do Certificado de Segurança Veicular (CSV) e a modificação deve ser registrada no Certificado de Registro de Veículos (CRV) e no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV). Além disso, anualmente, os veículos que utilizam o GNV como combustível devem realizar inspeção de segurança e apresentação de novo CSV.

De acordo com o artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), conduzir o veículo sem ter sido submetido à inspeção de segurança veicular, quando obrigatória, é infração grave, com penalidade de multa de 195,23 e cinco pontos na carteira. Além disso, conduzir veículo que não esteja devidamente licenciado é infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e sete pontos na carteira e apreensão do veículo”.

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕES DO 'FOLHA VITÓRIA'

Compartilhe esse post

Deixe seu comentário