Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99914-9706
    André Oliveira

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Atletas Teixeirenses são convocados para representar o Brasil no Mundial de Shotgun, na França

Atletas Teixeirenses são convocados para representar o Brasil no Mundial de Shotgun, na França

Compartilhe esse post

Esporte

Dois atletas de Teixeira de Freitas disputarão o 3° Campeonato Mundial de Tiro Shotgun, que ocorre a cada 2 anos, e será disputado em Chateauroux, na França, no período de 03 a 10 de junho de 2018.

Serão 600 atletas, de 49 nacionalidades, que se reunirão por 7 dias, participando de 30 desafios diferentes, das 4 modalidades do shotgun (open, standard, std manual e modified), competindo individualmente e por equipe pelo título de melhores do mundo.

A delegação brasileira é composta de 38 atletas, das 5 categorias: overall (geral), damas, júniors, sêniors (acima de 50 anos) e super sêniors (acima de 60 anos). Os atletas foram selecionados pela CBTP – Confederação Brasileira de Tiro Prático, por mérito, através dos resultados que obtiveram nas etapas classificatórias do Campeonato Brasileiro de Armas Longas, que ocorreu no decorrer de 2017.

Os melhores atletas ranqueados no campeonato brasileiro, foram convocados para representar-nos oficialmente no mundial da França. As 4 equipes principais são compostas por 16 atletas e destes selecionados, para nosso orgulho, 2 são moradores de Teixeira de Freitas – BA, integrantes do Clube de Tiro de Teixeira de Freitas.

A Cidade estará representada por Tiago Barreira Alcarrao (2º colocado) e David Graça de Carvalho (3º colocado), que são atletas amadores, pois praticam o tiro esportivo como hobbie, mas que por mérito, fruto de empenho e disciplina, participarão da elite mundial do tiro esportivo de shotgun.

O QUE É SHOTGUN?

O shotgun é uma das modalidades do tiro esportivo, é a que mais cresce em número de adeptos nos últimos anos e é disputada com espingardas de calibre 12. A prova ocorre em diferentes desafios simulados, onde a velocidade e a precisão de cada atleta é medida ao final de cada desafio, para compor o resultado final – ganha quem acertar mais, no menor tempo.

Atirar legalmente é um desafio em qualquer lugar do mundo, mas o desafio é muito maior quando se trata de Brasil, pois a burocracia para os participantes do tiro prático ou esportivo é imensa, as distâncias das provas de nível mais alto são continentais e os altos custos para aquisição dos equipamentos, dos insumos são inevitáveis e dificultam a realização dos treinamentos, que são fundamentais para a evolução de todo atleta.

PORTAL SBN | SISTEMA BRASILEIRO DE NOTÍCIAS

Compartilhe esse post

Deixe seu comentário