Estados

  • Contato:
    (73) 99936-1132
    Luscivanio Lopes
  • Contato:
    (27) 99914-9706
    André Oliveira

Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias Portal SBN | Sistema Brasileiro de Notícias

Após prestar depoimento, sequestrador de Thayná é levado para o DML

Após prestar depoimento, sequestrador de Thayná é levado para o DML

Compartilhe esse post

Polícia

Três horas após chegar à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o sequestrador da menina Thayná, Ademir Lúcio, de 52 anos, foi encaminhado para o Departamento Médico Legal de Vitória para fazer exame de corpo de delito, por volta das 23 horas. De lá, ele foi levado pela polícia para um local que não foi divulgado à imprensa.

O fotógrafo Edson Chagas, de A Gazeta, registrou em fotos e vídeo o momento em que Ademir era levado da DHPP para o DML. O acusado foi escoltado por uma equipe do Grupo de Operações Táticas, da Polícia Civil. 

Preso no Rio Grande do Sul, Ademir chegou ao Espírito Santo na noite desta segunda-feira (13/11), no Aeroporto de Vitória. Lá, três viaturas do Grupo de Operações Táticas, da Polícia Civil, acompanharam a chegada do acusado e fizeram o transporte dele até a DHPP, por volta das 20 horas, onde Ademir prestou depoimento à polícia.

CASO THAYNÁ

Ademir Lúcio foi preso antes das 7h da manhã desta segunda-feira (13). O Portal SBN publicou matérias contando todos os passos da investigação, os detalhes do crime (na versão do acusado), a reação da mãe da criança, entre outros registros da integração policial do Rio Grande do Sul e Espírito Santo que resultou na detenção daquele que estava foragido havia quase um mês. Desde o dia do crime contra Thayná, ocorrido em 17 de outubro, Ademir desapareceu.

Apesar dos apelos da mãe, dos protestos realizados em vias públicas para chamar atenção para o caso, não havia informações sobre o paradeiro do acusado. No dia 31 de outubro, o vídeo que mostra o momento em que Thayná era raptada foi divulgado pela polícia.

Sete dias depois, o carro utilizado no crime foi encontrado com o motor batido, em uma oficina de Guarapari. Na sexta-feira (10/11), uma megaoperação da polícia foi realizada em Viana, onde, perto de uma lagoa, foi encontrada a ossada de uma criança do sexo feminino.

Apesar de o padrasto ter reconhecido o vestido como sendo de Thayná, um exame de DNA vai apontar oficialmente se o corpo era mesmo da menina Thayná.

PORTAL SBN | COM INFORMAÇÕES DE GAZETA ONLINE

Compartilhe esse post

Deixe seu comentário